Em luta pela educação, universitários ocupam Campus da UEM – Cianorte

ocupada

Campus Regional da Uem Cianorte – Ocupado. As ocupações, tanto em universidades como em colégios de ensino médio, foi a maneira que a classe estudantil encontrou para despertar atenção para o assunto e pressionar o Governo a rever as medidas propostas.

 

Em virtude das truculentas medidas adotadas pelo governador Beto Richa (PSDB), Paraná, e o presidente em exercício Michel Temer (PSDB), professores da Universidade Estadual de Maringá (UEM), estão em greve desde o dia 17 de outubro, enquanto que alunos do Campus Regional de Cianorte (CRC), dos curso de Pedagogia, Moda e Design ocuparam as instalações no dia 16 de outubro.

Os professores, de demais universidades e do Ensino Médio,  estão em greve por tempo indeterminado ou até que o Governo arquive a Mensagem  nº 43 – Emenda Modificativa e Aditiva do Projeto de Lei nº153/2016 e garantias do Governo à reposição da inflação em janeiro de 2017 e maio de 2017 como previsto na Lei 18.493 de 2015. As manifestações também abordam os seguintes pontos:

– Não à Meta 4 –  O Governo  controlará os concursos, as vagas de docentes, de funcionários, pagamento de quem fez mestrado, doutorado, do TIDE. – Garantia de verbas de custeio que permitem a qualidade do trabalho, do ensino, da pesquisa e da extensão;

– Contra a PEC 241;

– Contra a MP 746;

– PLS 54 (antiga 257) – Contrapartida de negociação com os Estados;

– Projeto de Lei Escola Sem Partido;

– Contra a Reforma da Previdência;

– PSL 204

De outro modo, acadêmicos de todo o  País, além de secundaristas,  posicionam-se contrários à Pec 241 (Proposta de Emenda à Constituição), que congela os investimentos em saúde e educação, entre outros, por 20 anos e à MP (Medida Provisória) do Ensino Médio, que entre outras quer tornar optativas disciplinas cruciais para a formação do pensamento crítico, como sociologia e filosofia, além de propor o o ensino integral com corpo docente e estruturas já precárias para os moldes atuais.  Nessa terça (25) a Câmara dos Deputados aprovou em segunda votação a chamada Pec do Fim do Mundo. A esperança é barrar o texto no Senado.  No Paraná são mais de 800 escolas ocupadas, em todo o Brasil esse número cresce a cada dia, ultrapassando mil instituições, com outras 82 universidades e 04 núcleos regionais de educação.

 

20161017_103333

Ocupações são respostas à Medidas Provisórias e Emendas à Constituição que colocam em xeque setores vitais para a sociedade

20161019_163754

Diversas discussões com representantes de sindicatos ligados à Uem e movimento estudantil ocorrem ao longo dos dias

20161017_122718

Um dos portões de acesso à UEM – Campus Regional de Cianorte

20161017_122727

Ensino Médio e Superior, na corda bamba

 

Publicado em Notícias