Alumínios iluminados: além de funcionais, divertidos

AIDA FRANCO DE LIMA (13)AIDA FRANCO DE LIMA (14)AIDA FRANCO DE LIMA (25)AIDA FRANCO DE LIMA (27)
Fotos: (Aida Franco) 
Quem visitou o hall de entrada do Campus Regional de Cianorte nos últimos dias deparou-se com uma exposição inusitada. Variados utensílios de cozinha, a maioria panelas, deram lugar a luminárias para diversos ambientes e em torno de diversos temas, amplificadores, floreiras, entre outros. Os alunos do  4º ano de Design da UEM, turma 2016, não pouparam criatividade para criarem suas peças em torno da recontextualização de objetos que, na maioria das vezes, não ganham tanto brilho em seus locais de origem.
 Através da disciplina de Projeto de Produto III, ministrada pelo professor Fabio Luiz Grassi,  os alunos tiveram acesso aos  turma 2016, tiveram acesso aos processos de fabricação e aos utensílios fabricados pela empresa  LAREDU (de Cianorte) e  desenvolveram suas propostas de “ready made”.

AIDA FRANCO DE LIMA (3)  AIDA FRANCO DE LIMA (5) AIDA FRANCO DE LIMA (6)

O ” ready made”  é um conceito que tem sua origem no trabalho do artista Marcel Duchamp, sendo, posteriormente experimentado por alguns designers. Atualmente é aplicado para recuperar objetos que seriam jogados fora dando-lhes uma nova vida, muitas vezes na vertente DIY [Do It Yourself – “faça você mesmo”].

AIDA FRANCO DE LIMA (8) AIDA FRANCO DE LIMA (9) AIDA FRANCO DE LIMA (10) AIDA FRANCO DE LIMA (11)AIDA FRANCO DE LIMA (4) AIDA FRANCO DE LIMA (1)AIDA FRANCO DE LIMA (12)   AIDA FRANCO DE LIMA (15) AIDA FRANCO DE LIMA (16) AIDA FRANCO DE LIMA (17) AIDA FRANCO DE LIMA (18) AIDA FRANCO DE LIMA (23) AIDA FRANCO DE LIMA (24)    AIDA FRANCO DE LIMA (28) AIDA FRANCO DE LIMA (29)AIDA FRANCO DE LIMA (26)  AIDA FRANCO DE LIMA (31)  AIDA FRANCO DE LIMA (32)AIDA FRANCO DE LIMA (33) AIDA FRANCO DE LIMA (34) AIDA FRANCO DE LIMA (35)AIDA FRANCO DE LIMA (30)AIDA FRANCO DE LIMA (20)

Trata-se, no ensino do design, de uma grande oportunidade para explorar a criatividade, pois exige a reutilização de um objeto dando-lhe uma nova função, transformando o uso, mas não necessariamente a aparência. O ready made é, portanto, o resultado de uma ação ou de um projeto que vai “transformar” um objeto, no todo ou mesmo em parte: significa transferir um objeto a um outro contexto, completamente diferente daquele em que comumente se pensa. Uma recontextualização tal que leva um material ou mesmo um componente já existente e reconhecível a uma esfera de utilização totalmente nova.
Marcado com:
Publicado em Notícias